João Dionísio John, João Avelino Ost e Felippe Albino Flach foram homenageados na noite de segunda-feira (5).

João Dionísio John, João Avelino Ost e Felippe Albino Flach, os dois primeiros ligados à parte norte de Bom Princípio, e o outro conhecido em quase todos os recantos desta terra, foram homenageados na noite de segunda-feira.

Na sessão legislativa, João Dionísio John e João Avelino Ost receberam nominação de ruas na localidade de Piedade, por proposição do vereador Fábio Luis Juwer. Já Felippe Albino Flach, mais conhecido como Piba, agora é nome de rua em Arroio das Pedras por proposição do vereador presidente João Augusto Rodrigues da Silva.

Os três senhores, de vastas famílias e gigantesco legado histórico, cada qual à sua maneira, ajudaram no desenvolvimento de Bom Princípio, ficando, com a aprovação e elogios de todos os vereadores, definida homenagem a eles pela Câmara.

“Vejo que a denominação de ruas, além de facilitar a localização dentro do município, é também uma maneira de deixar o passado imortalizado, pois, sempre haverá quem irá estudar os personagens que hoje recebem o nome das vias públicas”, citou João Rodrigues, lembrando que as pessoas, ainda que bastante simples, são merecedoras de homenagem, pois a simplicidade não representa defeito, muito antes o contrário, pois com a sua humildade fizeram história e nela merecem ficar.

Histórico dos homenageados

 

HISTÓRICO DE FELIPPE ABÍLIO FLACH

 

Natural de Bom Princípio, nascido aos 28 de setembro de 1935, casou-se com Vilma Lídia Butzen Flach, esta nascida em 21 de julho de 1942, com quem teve os filhos: Carlos Alberto, Egídio, Pedro Luis, Liane Teresinha e Ivo Teobaldo. Ficou viúvo em 13 de outubro de 1999 e faleceu em 21 de janeiro de 2014.

Quando jovem trabalhou na lavoura, no cultivo do tabaco e de alfafa, tendo trabalhado também com criação de suínos, bovinos, ovinos, equinos e galinhas.

Trabalhou no matadouro dos irmãos Ost, situado nesta cidade, local onde laborou por 35 anos, durante este período trabalhou também como comprador de frutas tendo, inclusive, um alvará para a citada atividade.

Ao longo de sua trajetória esteve sempre envolvido com atividades relativas ao município de Bom Princípio, em especial com a comunidade de Arroio das Pedras.

Lutou muito para implantar uma rede de energia elétrica independente, uma vez que a rede da época pertencia ao município vizinho de São Sebastião do Caí e, junto com o então prefeito daquela cidade, o Sr. Heitor Selbach, conseguiu concretizar a construção desta rede que foi entregue a comunidade no ano de 1981, a qual é a mesma dos dias atuais sendo que, com o passar dos anos foi melhorada, passando a ser rede trifásica.

Empenhou-se para que a comunidade pudesse ter uma Casa Mortuária, para que não mais fosse necessário que os munícipes tivessem que velar seus entes queridos nas residências, local este que foi batizado como “Casa Mortuária São Felippe”.

Relevante ainda mencionar que, também através do seu empenho, conseguiu materiais para construção do Clube de Mães de Arroio das Pedras, assim como, talheres, louças e espetos.

Este tão estimado munícipe não mediu esforços, junto às autoridades politicas da época, para abertura de uma Estrada que ligasse o município a cidade de Tupandi, estrada esta que deveria passar por cima do morro e assim evitar os transtornos causados por enchentes, as quais eram recorrentes e deixavam as comunidades isoladas.

Teve êxito na construção desta Estrada, a qual trouxe inúmeros benefícios não somente a comunidade de Arroio das Pedras, mas a todo o município, Estrada esta que hoje se pretende nomear em sua homenagem.

Pela sua vida e participação efetiva na História da cidade de Bom Princípio, em especial por sua atuação junto a Comunidade de Arroio das Pedras, consideramos merecedor de nome de Estrada como Estrada Felippe Abílio Flach.

HISTÓRICO DE JOÃO AVELINO OST

 

Nasceu aos 20 de abril de 1923, em Bom Fim, no município de São Sebastião do Caí, onde passou a sua infância, junto aos seus pais, Jacob e Anna Ost. Ainda criança, perdeu o pai num acidente na máquina de moer cana.

Na sua difícil juventude, foi um grande administrador do futebol, fazendo parte do time de futebol Clube Rio-Grandense de Piedade. Aos 18 anos, foi chamado para servir a Pátria no quartel em São Leopoldo, onde passou fome, frio e outras torturas da época.

Apaixonou-se por Laura Nair John, com quem se casou em 20 de agosto de 1948, tiveram seis filhos.  Estabeleceram-se em Alto Feliz, onde trabalharam de sol a sol na lavoura, para criar e educar seus filhos.

Pessoa honesta, humilde, de caráter ímpar, trabalhador, dedicou-se a sua vida à agricultura familiar e à criação de animais para o próprio sustento.

De bem com a vida, tranquilo, bem quisto e amigo de todos , procurava ajudar os outros, sempre que solicitado, Não gostava de dar trabalho a ninguém.

Sempre generoso, ao perceber que, por ocasião da construção da rodovia no local, onde juntamente com os vizinhos da região, não teriam mais acesso às suas plantações, cedeu o terreno para a construção de uma via, que permitiu que toda a vizinhança pudesse usufruir de forma gratuita, sem perder o seu sustento, tornando-se hoje, uma passagem de extrema importância para o comércio e desenvolvimento do município de Bom Princípio.

Em janeiro de 1965, visando melhorias para a família, transferiu-se para Piedade, onde teve papel relevante como sócio do clube local, ajudando-o a crescer a ter um sério compromisso de todos os domingos. Viveu a vida amando e respeitando a todos, vindo a falecer m 25 de fevereiro de 2012.

Pelo seu exemplo de vida, sua preocupação com o outro, sua generosidade, achamos relevante e muito merecido, esta rua receber o nome de João Avelino Ost, em sua homenagem.

HISTÓRICO DE JOÃO DIONÍSIO JOHN

 

Nasceu no dia 06 de junho de 1902, na localidade de Piedade, onde residiu por toda a sua vida na mesma rua, rua esta que pretendemos homenageá-la com o seu nome.

Casou-se com Catarina Emília John, com quem teve 6 filhos: Nair, Orlando, Ivo, Ari, Isolde e Aracy.

Durante a sua vida atuou como comerciante, atuando principalmente no comércio de sementes de alfafa, tornando-o bastante conhecido em toda a região.

Pessoa amigável, defensor do meio ambiente e dos costumes e tradições. Admirador de pássaros e defensor do manejo sustentável do meio ambiente. Um tradicionalista dos costumes gaúchos, gostava de fazer seu próprio chimarrão, o qual gostava de compartilhar com a família e com os amigos. Tinha como passatempo colecionar moedas antigas.

Um visionário, foi o primeiro morador da Piedade a adquirir um carro. Na época, este era muito utilizado para transportar as pessoas da comunidade para o hospital. Também foi o primeiro morador da Piedade a adquirir um aparelho de televisão, fato este que demonstra que o mesmo já na época era adaptado a novas tecnologias. Veio a Falecer em 19 de junho de 1978.

Pela sua vida e participação na comunidade de Bom Princípio, em especial na localidade da Piedade, consideramos merecedor de nome de rua como João Dionísio John.

 

Data de publicação: 06/08/2019

Compartilhe!